Impessoal e Transmissível

Humor e devaneios pessoais

Ana Faria e os Queijinhos Frescos

 Eu para ser franca nem sequer me lembro das canções. Mas, o nome: “queijinhos frescos” é inolvidável. Sobretudo naquela época, em que ainda não havia certas porcarias que os miúdos, agora, comem. Hoje, a Ana Faria se quisesse formar um grupo musical teria de optar por algo como: “Ana Faria e os happy meals”, “Ana Faria e os miny bollycaos”; “Ana Faria e os danoninhos”; “Ana Faria e os gominhas de laranja”.

Anúncios

Julho 5, 2007 - Posted by | Velhas Glórias

18 comentários »

  1. Palavras para quê, a música infantil portuguesa no seu melhor. Silviazinha, não te esqueças duma menção honrosa a outros representantes deste movimento, cada qual da sua época. Passo a citar: Ana e Zé Malhoa e os seus formidáveis hits pai/filha (praticamente fado à desgarrada), Onda Shock, Avô Cantigas, José Alberto Moniz, etc.
    Que nostalgia, sinto-me tão enjoado que acho que vou vomitar. Brinco, só tenho boas memórias dos meu tempos de infância. Fui uma criança feliz, embora possa parecer que não, dada a minha azedura e esquizófrenia.
    Bjs ao queijos frescos…. Julgo que agora são estrelas de cinema porno gay 5ª categoria e a mãe é a manager. Tenho muitas fontes, como diria o nosso terno Cláudio Ramos.

    Comentar por Paulo Ribeiro | Julho 5, 2007 | Responder

  2. 24 de maio, respondendo à tua questão.lol

    Comentar por Paulo Ribeiro | Julho 5, 2007 | Responder

  3. “Queijinhos frescos” é comigo. Bjo e bom f-d-s.

    Comentar por Popper | Julho 5, 2007 | Responder

  4. Música infantil mas não é qualquer música!! Ela fez adaptações de músicas de compositores famosos como Beethoven, Mozart, Chopin, Verdi. Uma muito conhecida era a “O Luís, o Luís já foi a Paris”…

    Comentar por Lalage | Julho 6, 2007 | Responder

  5. Xiiiiiiiiii… Sílvia, nem imaginas como isto me deixou nostálgica. Confissão: quando eu era miúda – há muito, muito tempo – cantei (mal) num coro que era ensaiado pela Ana Faria. Aliás, era desse coro, os Jovens Cantores de Lisboa, que saíam os miúdos para os Onda Choc. Eheheheheheh! Isto não é para divulgar, ok? Tenho uma certa reputação a manter… 🙂

    Comentar por marta | Julho 6, 2007 | Responder

  6. Se fosse hoje em dia, a Ana não Faria 😛

    Comentar por peacelove | Julho 6, 2007 | Responder

  7. oh querida Marta mas que honra ter aqui no meu blog uma ex-onda choc 🙂
    Paulo, quanto ao teu suposto azedume e esquizofrenia devem ser mais uma capa do que qualquer outra coisa, my sweet 🙂

    Comentar por silviaagostinho | Julho 6, 2007 | Responder

  8. Uma das músicas não era aquela: “o luís, o luís… já foi a paris?”… no outro dia perdi 2 horas à procura disso e nada!… já estava a pensar que isto dos queijinhos frescos era invenção da minha cabeça demente.

    bom fim de semana

    Comentar por Tia Cremilde | Julho 6, 2007 | Responder

  9. :p O estranho é pensar que passados uns bons 20 anos ainda se fale deles. Conheci um americano que gostou tanto do projecto da adaptação dos clássicos para músicas infantis que comprou discos para todos os seus netos. Como se pode ver o trauma é intercontinental.

    Comentar por Lalage | Julho 7, 2007 | Responder

  10. “Nós somos os queijinhos, frescos temperadinhos com açucar ou com sal…” (lá lai lá)

    Com esta recordação requere-se também a Maria Armanda e o seu “Eu vi um sapo”!!

    Comentar por Thunderlady | Julho 9, 2007 | Responder

  11. bomdia eu sou em franca e teve em minha possessao uma cassette de ana faria que cantava em frances os classicos agora perdi a cassette e gostava muito de encontrar de novo mas aqui em frança nao conssegui por favor podia m ajudar na minha pesquisa muito obrigado olivia

    Comentar por godinho olivia | Julho 21, 2007 | Responder

  12. Eu ainda tenho a cassete “Ana Faria e os queijinhos frescos”, aquela em que cantam “Thrileeeeeer, noi-te’scura! Vou-ver-te-le-visao-plo-buraco-da-fe-cha-duuu-raa!” e o “onde tás ò Zeí, vem estudar praqui!…”
    Classicos, indeed!
    Hoje em dia teriam de ser “Ana Faria e os pequenos john Cenas” 😛

    Comentar por ines, a anonima | Agosto 4, 2007 | Responder

  13. A Ana Faria foi uma referência na época que deixou muita saudade, foi assim que a minha filha começou a gostar de musica clássica.Colecionamos todos os LP e até temos um autografado pelos Queijinhos que até deu direito a foto com o Pedro comendo um gelado .O tempo passou rápido hoje a minha filha é mamã e o primeiro CD que comprou ao Manel foi«Brincando aos Clássicos» Que saudade Ana.E por onde andam os queijinhos?

    Comentar por isabel | Janeiro 21, 2008 | Responder

    • Olá IsabelNão a conheço mas gostaria de pedir-lhe um favor enorme. Estou com um projecto em mãos aqui em Vila Real de Santo António com recuperação de músicas de Ana Faria e gostaria que me indicasse onde posso comprar o disco ou cassete de Brincando aos clássicos 2 ou se me envia por email o registo das músicas em qualquer formato.Não as encontro em lado nenhum. Um muito obrigado se me puder ajudar:Proh Hélio

      Comentar por Prof Hélio Rodrigues | Maio 16, 2009 | Responder

  14. A Ana Faria teve o condão de ser uma referência para as crianças como o meu filho que tem hoje 30 anos! Graças à sua ideia inovadora de aproveitar a música clássica para fazer canções para as crianças terá despertado muitas delas para a boa música. Estou mesmo convencida que terá despertado igualmente muitos pais que nunca tinham aberto a sua mente para esse tipo de música.

    Tenho agora 2 netos e adorava que eles ouvissem esses discos mas os meus perderam-se infelizmente.
    ALGUÉM SABE COMO OBTER ESSAS LINDAS E PEDAGÓGICAS CANÇÕES ?

    Comentar por Ana Limpinho | Maio 25, 2008 | Responder

  15. Que saudades que tenho de passar horas em frente ao gira-discos a ouvir vezes sem conta os vários vinis da minha querida Ana Faria!

    Respondendo à Ana Limpinho, poderá encontrar um dos discos da Ana Faria em: http://www.cdgo.com/artigoDetalhe.php?idArtigo=1302285

    Estava a fazer pesquisa, pois já não sei onde estão os meus vinis. Uma pessoa passa pela idade da adolescência e perde o interesse por estes momentos… Depois engravida-se e tudo isto volta à memória, como os melhores momentos da nossa vida! Queremos encontrá-los e… pois! Já cá não estão! eheh

    Comentar por Maria João Clavel | Agosto 28, 2008 | Responder

  16. Que saudades,
    Eu devia ter cerca de 4/5 anos quando os meus pais compraram-me os LP’s, e ainda hoje me lembro de quase todas as músicas, sobretudo a que fazia referência a uma menina chamada Marta que levava os seus ursinhos para o banho.
    Hoje, em dia encontro-me a tirar o curso para educadora de infância, e com certeza serão temas que irei trabalhar com os meus pequeninos em expressão musical.
    Parabéns à Ana Faria pelo seu excelente trabalho no passado, sou lamento que actualmente não existam mais “Anas”, mas sim inúmeras músicas infantis de má qualidade!

    Marta

    Comentar por Marta Martins | Setembro 26, 2008 | Responder

  17. Alguem pode ajudar m a obter a musica da tabuada da Ana Faria.
    luciano.alves.1970@gmail.com

    Comentar por luciano Alves | Setembro 20, 2009 | Responder


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: